PNEUS NOVOS

Requisitos de avaliação da conformidade para pneus novos

SOLICITE OS PROCEDIMENTOS DE CERTIFICAÇÃO
Icon-objetivo

1 – OBJETIVO

Estabelecer os Requisitos para o Programa de Avaliação da Conformidade para pneus novos, destinados a motocicletas, motonetas, ciclomotores, automóveis de passageiros, inclusive os de uso misto e rebocados, veículos comerciais, comerciais leves e rebocados, com foco na segurança e desempenho, por meio do mecanismo de certificação, visando a prevenção de acidentes e aumento da eficiência energética.

Icone-portaria

2 – PORTARIA DO INMETRO

Portaria n.º 554, de 25 de outubro de 2012 – REQUISITOS DE AVALIAÇÃO DA CONFORMIDADE PARA PNEUS NOVOS.

icone-doc-complementares

3 – DOCUMENTOS COMPLEMENTARES

Portaria Inmetro nº 083, de 13 de março de 2008, ou suas substitutivasRegulamento Técnico da Qualidade para pneus novos destinados à motocicleta, motoneta e ciclomotor.
Portaria Inmetro n.º 165, de 30 de maio de 2008, ou suas substitutivasRegulamento Técnico da Qualidade para pneus novos destinados à automóvel de passageiros, inclusive os de uso misto, e rebocados.
Portaria Inmetro n.º 205, de 17 de junho de 2008, ou suas substitutivasRegulamento Técnico da Qualidade para pneus novos destinados a veículos comerciais, comerciais leves e rebocados.
ISO 10844Acoustics – Specification of test tracks for measuring noise emitted by road vehicles and their tyres
ISO 13325Tyres – Coast-by methods for measurement of tyre-to-road sound emission
ISO 15222Truck and bus tyres – Method for measuring relative wet grip performance – Loaded new tyres
ISO 21461Rubber – Determination of the aromaticity of oil in vulcanized rubber compounds
ISO 23671Passenger Car Tyres – Method for measuring relative wet grip performance – Loaded new tyres
ISO 28580Passenger Car, Truck and Bus Tyres – Methods of measuring rolling resistance – Single point test and correlation of measurement results
“Commission Regulation (EU) nº 228/2011Amending Regulation (EC) No 1222/2009 of the European Parliament and of the Council with regard to the wet grip testing method for C1 tyres
Norma ABNT NBR ISO 9001 Sistemas de Gestão da Qualidade – Requisitos
ISO/TS 16949Sistemas de Gestão da Qualidade – Requisitos particulares
icon-definicoes

4 – DEFINIÇÕES

Centro de Tecnologia, Pesquisa e Desenvolvimento – CTPD
Setor de pesquisa e desenvolvimento de projetos que determina, controla e mantém as especificações para a fabricação do pneu. Uma ou mais fábricas podem estar vinculadas a um mesmo CTPD, assim como uma fábrica pode estar vinculada a mais de um CTPD.

Família
Grupo de modelos de pneus novos que reúnem características semelhantes quanto a sua estrutura, de acordo com a categoria indicada no Anexo A deste RAC.

Exemplo – Designação do Pneu: 175/70 R 13 86 T Reforçado
Família 2A2B2C4D3, sendo:
2 – Categoria: Pneus para automóvel;
A2 – Tipo de construção radial;
B2 – Estrutura reforçada;
C4 – Relação nominal de aspecto (Série);
D3 – Categoria de velocidade.

icon-etapas

5 – ETAPAS DO PROCESSO DE CERTIFICAÇÃO

Solicitação de início de processo (Solicitante)

Análise da solicitação e da documentação (CELACK)

Auditoria e Amostragem

Ensaios

Análise dos relatórios de auditoria e ensaios

Aprovações

Emissão do Certificado

icone-auditoria

5.1 – AUDITORIA

O Celack deve realizar auditoria na fábrica, com objetivo de verificar a conformidade com os requisitos das Normas ISO 9001 ou ISO/TS 16949.

Requisitos mínimos de verificação do SGQ para fabricantes ou prestadores de serviços com certificação válida na Norma ISO 9001

ITENS ABNT NBR ISO 9001
Controle de registros 4.2.4
Planejamento da realização do produto 7.1
Comunicação com o cliente 7.2.3
Processo de aquisição 7.4.1
Verificação do produto adquirido 7.4.3
Controle de produção e prestação de serviço 7.5.1
Identificação e rastreabilidade 7.5.3
Propriedade do cliente 7.5.4
Preservação do produto 7.5.5
Controle de equipamento de monitoramento e medição 7.6
Monitoramento e medição de processos 8.2.3
Monitoramento e medição de produto 8.2.4
Controle de produto não conforme 8.3
Ação corretiva 8.5.2

Requisitos mínimos de verificação do SGQ para fabricantes ou prestadores de serviços sem certificação válida na Norma ISO 9001

ITENS ABNT NBR ISO 9001
Controle de documentos 4.2.3
Controle de registros 4.2.4
Análise crítica pela Direção 5.6.1/ 5.6.2 / 5.6.3
Competência, treinamento e conscientização 6.2.2
Infraestrutura 6.3
Planejamento de realização do produto 7.1
Comunicação com o cliente 7.2.3
Processo de aquisição 7.4.1
Verificação do produto adquirido 7.4.3
Controle de produção e prestação de serviço 7.5.1
Validação dos processos de produção e prestação de serviço 7.5.2
Identificação e rastreabilidade 7.5.3
Propriedade do cliente 7.5.4
Preservação do produto 7.5.5
Controle de equipamento de monitoramento e medição 7.6
Satisfação do cliente 8.2.1
Auditoria interna 8.2.2
Monitoramento e medição de processos 8.2.3
Monitoramento e medição de produto 8.2.4
Controle de produto não conforme 8.3
Análise de dados 8.4 (b), (c), (d)
Ação corretiva 8.5.2
icon-amostragem

5.2 – AMOSTRAGEM E ENSAIOS

CategoriaEnsaiosAmostragemCritérios de aceitação
ProvaContra-provaTestemunha
1- Pneus novos destinados a motocicleta, motoneta e ciclomotorEnsaio Dimensional01(uma) unidade de 01(um) modelo comercial por família01(uma) unidade de 01(um) modelo comercial por família01(uma) unidade de 01(um) modelo comercial por famíliaConforme descrito no item 5.1 da Portaria Inmetro nº083/2008, ou sua substitutiva
Ensaio de Velocidade sob CargaConforme descrito no item 5.2 da Portaria Inmetro nº083/2008, ou sua substitutiva
Ensaio de raio dinâmicoConforme descrito no item 5.3 da Portaria Inmetro nº083/2008, ou sua substitutiva
2 - Pneus novos destinados a automóvel de passageiros, inclusive os de uso misto, e rebocadosEnsaio Dimensional01(uma) unidade de 01(um) modelo comercial por família01(uma) unidade de 01(um) modelo comercial por família01(uma) unidade de 01(um) modelo comercial por famíliaConforme descrito no item 6.1 da Portaria Inmetro nº165/2008, ou sua substitutiva
Ensaio de Velocidade sob CargaConforme descrito no item 6.2 da Portaria Inmetro nº165/2008, ou sua substitutiva
3 - Pneus novos destinados a veículos comerciais leves e rebocadosEnsaio Dimensional01(uma) unidade de 01(um) modelo comercial por família01(uma) unidade de 01(um) modelo comercial por família01(uma) unidade de 01(um) modelo comercial por famíliaConforme descrito no item 6.1 da Portaria Inmetro nº205/2008, ou sua substitutiva
Ensaio de Velocidade sob CargaConforme descrito no item 6.2 da Portaria Inmetro nº205/2008, ou sua substitutiva
4 - Pneus novos destinados a veículos comerciais e rebocadosEnsaio Dimensional01(uma) unidade de 01(um) modelo comercial por família01(uma) unidade de 01(um) modelo comercial por família01(uma) unidade de 01(um) modelo comercial por famíliaConforme descrito no item 6.1 da Portaria Inmetro nº205/2008, ou sua substitutiva
Ensaio de Velocidade sob CargaConforme descrito no item 6.2 da Portaria Inmetro nº205/2008, ou sua substitutiva
icone-reclamacoes

5.3 – TRATAMENTO DE RECLAMAÇÕES

Comporá o processo de avaliação da conformidade do objeto, a análise do processo de tratamento de reclamações do titular da certificação, que deve conter:

a) uma política para tratamento das reclamações, assinada pelo seu executivo maior, que evidencie que a empresa:

  • valoriza e dá efetivo tratamento às reclamações apresentadas por seus clientes;
  • conhece e compromete-se a cumprir e sujeitar-se às penalidades previstas nas leis, especificamente na Lei n.º 8078/1990;
  • analisa criticamente os resultados, bem como toma as providências devidas, em função das estatísticas das reclamações recebidas;
  • define responsabilidades quanto ao tratamento das reclamações;
  • compromete-se a responder ao Inmetro qualquer reclamação encaminhada pelo Instituto, no prazo de 15 dias corridos.
  • Comprometem-se a responder ao reclamante quanto ao recebimento, tratamento e conclusão da reclamação, conforme prazos estabelecidos internamente.

b) uma sistemática para o tratamento de reclamações de seus clientes contendo o registro de cada uma das reclamações, o tratamento dado e o estágio atual.

c) a indicação formal de uma pessoa ou equipe, devidamente capacitada e com liberdade para o tratamento das reclamações;

d) Número de telefone ou outros meios para atendimento às reclamações e formulário de registro de reclamações, que inclua código ou número de protocolo fornecido ao consumidor para acompanhamento.

O titular da certificação deve ainda realizar anualmente uma análise crítica das estatísticas das reclamações recebidas e evidências da implementação das correspondentes ações corretivas, bem como das oportunidades de melhorias.

icon-certificacao

6 – MANUTENÇÃO DA CERTIFICAÇÃO

Auditoria – a cada 12 meses no SGQ e Linha de Produção e Tratativa de Reclamações de Clientes.

Ensaios – O OCP deve realizar, a cada ano, ensaios completos em 25% das famílias para ensaios de Segurança e 2,5% das famílias para ensaios de Desempenho dos pneus certificadas.

icone-inmetro

7 – SELO DE IDENTIFICAÇÃO DA CONFORMIDADE

Selo de Identificação da Conformidade aposto durante a vulcanização do pneu A marcação nos pneus novos pode ser dada conforme um dos modelos abaixo:

Deseja solicitar os procedimentos de certificação? Envie uma mensagem e entraremos em contato.